Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

...o avesso de mim!

Eu achava-me aparentemente normal, até descobrir...

Onde ficam os sonhos

b1477ffdbd091a7633cd399a03466e03.jpgQue nada nos roube a felicidade de planear e realizar!
A minha vida, de resto, igual a muitas outras, tem-se pautado pelo sonho e pela realização dos mesmos, sendo estes o que mais me move e me agarra à vida.
Por estes dias tenho partilhado convosco o desafio da venda da casa, das mudanças, da compra do terreno, um sonho antigo que felizmente ganhou pernas e embora numa fase muito inicial, encontra-se em curso!  E estes são sonhos que me motivam a continuar, a lutar por realizar...
Contudo por outro lado vem o medo!
Algum de vocês também sente o mesmo, o medo de não conseguir realizar, ou pior, o medo de já cá não estar para ver?
Eu penso muitas vezes nisso...
Ontem, enquanto percorria a cronologia das redes sociais, deparei-me com a notícia de que uma pessoa que eu conhecia e muito estimava morrera!
Conheci-o em contexto laboral e a nossa relação nunca passou disso, contudo sempre admirei a sua postura profissional, mais velho do que eu, simpático, deixava evidenciar ser uma boa pessoa! 
Depois do espanto ao ter conhecimento do seu desaparecimento, propus-me a procurar o que lhe causara a morte? 
Sabemos que em contexto de redes sociais, se procurarmos encontramos sempre a resposta ao que procuramos e descubro que este se sentiu indisposto ao acordar e que solicitou ajuda à esposa e filho mas estes de pouco lhe puderam valer! Fala-se em AVC...
O motivo real da morte, tanto faz, morreu, mas a mim o que me faz verdadeiramente confusão é o facto de isto se suceder com um homem novo (43), aparentemente saudável, aparentemente em excelente forma física!
Onde ficam os sonhos agora?
Não era expectável um miúdo em pré adolescência ficar orfão de pai, logo no dia do Pai!
Isto é normal? Não... É confuso!
E o meu medo é este mesmo, não sendo esperado que eu morra amanhã, contudo, não estou livre e com isto volto a perguntar-me!
Se eu morrer, onde ficam os sonhos?
Penso sempre no que poderá acontecer e na possível inviabilidade de os realizar!
Quero continuar a sonhar, mas cá estar sempre para os concretizar!

23 comentários

Comentar post

Pág. 1/2